Em 2015 uma atualização do Google ganhou o apelido de Mobilegeddon (Mobile + Armageddon), desde então os Websites que são mobile-friendly (amigáveis a dispositivos móveis) possuem melhor desempenho no rankeamento nas buscas orgânicas do buscador.

Mobilegeddon ajudou a melhorar a experiência de uso nos dispositivos móveis por incentivar a atualização de websites e plataformas online a nova realidade, já que em 2015 o Mobile ultrapassou o desktop em uso pela primeira vez.

Agora uma nova atualização está por vir…

Primeiro, como funciona a indexação

O Google possui bots que varrem a internet rastreando websites em busca de informações. As páginas então são indexadas para servirem de respostas no buscador.

O rankeamento das páginas, ordem a qual os resultados são apresentados, dependem agora de um conjunto de fatores. Veja abaixo alguns destes fatores:

  1. Conteúdo relevante, único e de qualidade
  2. Autoridade da página e do domínio
  3. Trustrank
  4. Velocidade de carregamento
  5. Responsividade
  6. Segurança através de certificado SSL / HTTPS
  7. Usabilidade e arquitetura do Website
  8. Palavra-chave no título da página

O mobile-first index

Foi no final de 2016 que o Google anunciou o mobile-first index, sua nova forma de indexação que é baseada no conteúdo da versão Mobile dos Websites.

Apesar do Google estar realizando testes em pequena escala, o mobile-first index ainda não possui uma data de lançamento, sabe-se somente que será lançado este ano.

Assim que o mobile-first index for ativado, a indexação começará por Websites que estão preparados para o Mobile. Os que não estiverem prontos terão que aguardar um pouco mais para serem indexados, afirmou John Mueller em um Hangout do escritório do Google Webmaster Central.

Essa definição é boa tanto para os usuários que terão resultados de buscas mais assertivas, quanto para os proprietários de Website mobile-friendly que serão recompensados pela indexação prioritária.

O que motivou essa mudança

Hoje a maioria das buscas no Google são realizadas através de dispositivos móveis. Mas, o sistema de rankeamento atual é baseado no conteúdo que é apresentado na versão desktop dos Websites.

Como ainda existem Websites que não são mobile-friendly e muitos dos que são acabam ocultando parte do seu conteúdo na versão mobile, os resultados acabam perdendo sua assertividade para as buscas realizadas em dispositivos móveis.

Quem será afetado?

Serão afetadas as páginas que possuem uma versão Mobile mas que não incluem o mesmo conteúdo na sua versão Desktop.

Os Websites não mobile-friendly continuaram a ser indexados com baixa prioridade pelo seu conteúdo na versão Desktop. E com o Mobilegeddon de 2015, continuaram a apresentar baixa performance no rankeamento.

Como se preparar para a mudança?

Simples: Tenha um Website responsivo.

Mas faça de forma inteligente, pensando em todo o seu Website e em suas Personas, com uma boa Arquitetura da Informação e estratégia de conteúdo.

E apresente o mesmo conteúdo e dados nas versões Mobile e Desktop.

DICA Estamos oferecendo por pouco tempo uma avaliação gratuita para o seu Website. ;)